Últimas Notícias
Aberta investigação sobre acidente com submersível Titan

Reguladores do governo canadense abriram nessa sexta-feira (23) uma investigação de segurança sobre a implosão de um submersível turístico que matou todas as cinco pessoas a bordo durante uma viagem aos destroços do Titanic.

Um campo de detritos do submersível Titan foi encontrado no fundo do Atlântico Norte na quinta-feira por um veículo de mergulho robótico operado a partir de um navio de busca canadense, encerrando um intenso esforço internacional de resgate de cinco dias.

Fragmentos do Titan, que perdeu contato com seu navio de apoio à superfície cerca de uma hora e 45 minutos depois de uma descida planejada para durar duas horas no domingo, foram descobertos no fundo do mar a cerca de 488 metros da proa dos destroços do Titanic, cerca de 4 km abaixo da superfície, disse o contra-almirante da Guarda Costeira dos EUA, John Mauger.

Mauger disse a repórteres na quinta-feira que os destroços eram consistentes com “uma implosão catastrófica do veículo”, o que significa que a embarcação de 6,7 metros de comprimento entrou em colapso e foi esmagada sob a imensa pressão hidrostática naquela profundidade.

Em um comunicado nesta sexta, o Conselho de Segurança de Transporte do Canadá disse que estava lançando uma “investigação de segurança sobre as circunstâncias desta operação” porque o navio de apoio de superfície do Titan, o Polar Prince, era um navio de bandeira canadense.

A cobertura da mídia mundial sobre a busca prendeu o público e ofuscou as consequências de um desastre muito maior do naufrágio de um navio de imigrantes na costa da Grécia na semana passada, que matou centenas de pessoas.

(Reportagem de Jonathan Allen e Steve Gorman; Reportagem adicional de Idrees Ali, Charlotte Greefield, David Ljunggren e redações da Reuters)

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

, Jonathan Allen e Steve Gorman – Reuters

Fonte: Agencia Brasil