Últimas Notícias
APAE tem tarde de talentos e luta contra preconceito


APAE tem tarde de talentos e luta contra preconceito

Evento ‘Viver’ contou com apresentações artísticas e culturais

No dia Internacional da Síndrome de Down e Dia Internacional de Combate à Discriminação Racial, a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de São Gonçalo, através da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (COPIRSG), com parceria com APAE, realizou o evento ‘Viver’, na tarde desta quinta-feira (21), na sede da associação de São Gonçalo, no bairro Patronato.

O evento contou com uma mostra de talentos de alunos atendidos pela APAE e também de convidados.

“Agradeço o carinho com o qual fui recebida e agradeço também em nome do prefeito Capitão Nelson. Parabenizo a todos os pais e educadores da APAE por esse trabalho tão lindo que realizam com essas crianças”, disse a primeira dama, Marinete Ruas, que recebeu um presente confeccionado nas oficinas de artesanato da APAE.

Foi uma tarde de muita alegria e emoção para pais e convidados de jovens e crianças atendidos pela instituição.

“Temos um número significativo de pessoas pretas e pardas com síndrome de down ou autistas que são atendidas pela Apae e realizamos essa atividade de hoje. Ao invés de usar a palavra inclusão para essa parceria, prefiro usar a palavra união. Hoje lembramos o Dia Internacional da Síndrome de Down e também Dia Internacional de Combate à Discriminação Racial, e queremos mostrar que não há mais espaço para preconceito na cidade, seja ele qual for”, disse Daniele Gonçalves, da Coordenadoria de Promoção de Igualdade Racial de São Gonçalo.

A tarde foi de grande alegria, com realização de desfiles, danças, recital de poesias e também apresentação da Banda da APAE, que emocionou a todos os presentes com canções populares como ‘Asa Branca’ e ‘Arco-íris’.

Há mais de 20 anos com o filho atendido pela APAE, Magdally Lisboa Pinto, presidente da instituição em São Gonçalo, falou sobre os desafios de manter as atividades e atendimentos da instituição.

“Meu filho está aqui há 21 anos. Entrei na presidência e já peguei de cara uma pandemia. Não é fácil. É preciso muito amor, muito comprometimento e responsabilidade, a luta é muito grande”, disse.

A atividade foi realizada em parceria com a APAE, colaboração de Dandaras para Sempre, Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro e Promoção da Igualdade Racial e Étnica de São Gonçalo – COMIRSG, Dom Sarau e Coordenadoria de Promoção de Igualdade Racial.

Também estiveram presentes no evento o subsecretário da Pessoa com Deficiência, Evangelista Ubirajara; Cristiano Moreira, coordenador da Coordenadoria Municipal de Acessibilidade e Inclusão (Comai); o presidente da Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciência (Aglac), Décio Machado.





Link Original