Últimas Notícias
Brinquedos acessíveis encantam crianças com deficiência na Praça do Rocha


Brinquedos acessíveis encantam crianças com deficiência na Praça do Rocha

Área de lazer foi reinaugurada há um mês

A Praça do Rocha, que foi reinaugurada após ser revitalizada pelo programa Praça Renovada há um mês, conta agora com brinquedos acessíveis para as pessoas com deficiência. São três: um carrosel, uma gangorra e um balanço. Eles prometem, além da diversão, a inclusão, já que neles há espaço para todas as crianças, sejam elas PcDs ou não, promevendo um ambiente onde todas podem brincar e se divertir sem distinção.

O subsecretário da Pessoa com Deficiência, Evangelista Ubirajara, que é cadeirante, sugeriu a ideia do projeto e foi atendido pelo prefeito Capitão Nelson. “Quando eu era vereador, fizemos uma indicação para que o prefeito criasse nas praças os brinquedos adaptáveis para crianças com deficiência e isso teve início aqui na Praça do Rocha. A importância dessa praça acessível é a inclusão, todos juntos brincando. Uma mãe vinha na praça antes com seus dois filhos: um filho com deficiência e o outro não e apenas um brincava. Então, me sinto muito feliz por São Gonçalo sair na frente no quesito inclusão”, disse ele.

Cristiano Marins Moreira é cego e atua como coordenador da Coordenadoria Municipal de Acessibilidade e Inclusão (Comai). Ele apoia o projeto da praça e acredita que ele é importante por vários aspectos. “Um projeto como esse é muito importante! A praça é um local de socialização e diversão. Aqui, promovemos a inclusão para que as pessoas com deficiência participem desse espaço público. Esses brinquedos não são apenas um fator de diversão, mas também incluem desenvolvimento motor, cognitivo e social, sendo uma oportunidade de desenvolvimento para pessoas com deficiência num geral. Também demonstra o acolhimento do poder municipal em tratar todos com igualdade, respeitando as leis e garantindo os mesmos direitos a todos”, disse ele.

Os brinquedos acessíveis são gratuitos e estão disponíveis no local para que todos brinquem, mas é importante preservá-los. É o que defende Júlio Lucena, de 52 anos, pai de Gabriel Lucena, de 17 anos, que utiliza o auxílio da cadeira de rodas para se locomover. “Essa praça é um marco para o nosso município porque ela é inclusiva, unindo pessoas com e sem deficiência. O preconceito vem da falta de informação, então, as crianças juntas brincando fazem com que esse preconceito seja minimizado”, disse ele. Júlio participa da Associação de Espinha Bífida e Hidrocefalia do Rio de Janeiro (AEBH).

“Eu sempre fui bem desenrolado, de me enturmar muito, de ser sociável, mas sempre foi difícil chegar numa praça e ver o acesso aos brinquedos com areia e aí eu não conseguia passar. Então, poder ver as novas gerações brincando aqui na praça é importante para nós, estamos aqui para lutar por todos”, disse Gabriel, que soube dos brinquedos acessíveis pelas redes sociais.

Ilana Oliveira, de 32 anos, é mãe do Lucas Pedro, de 2 anos e 7 meses. Ele também foi diagnosticado com uma malformação congênita, com sequelas incluindo a falta de movimento na perna esquerda, baixa sensibilidade nos membros inferiores e hidrocefalia. Ela ficou emocionada ao ver seu filho brincando nos brinquedos acessíveis.

“Eu to aqui vendo meu filho brincando, é uma forma de inclusão. Eu soube dos brinquedos acessíveis pelas redes sociais. Não tem dinheiro que pague o sorriso do meu filho brincando aqui nesses brinquedos, com a cadeira de rodas dele. Diversas vezes fui em praças e não contei com a colaboração de crianças e outros pais e isso aqui ajuda as crianças a terem consciência que esse espaço é para todos”, disse ela, que é dona de casa.

Raylane Conceição Francisco, de 28 anos, é mãe de Anthony Samuel, de 5 anos. Ele também foi diagnosticado com uma malformação, com sequelas como intestino e bexiga neurogênica e não possui os movimentos dos membros inferiores. Ela está feliz com os brinquedos acessíveis e espera que o projeto avance.

“É ótimo! Ele está adorando! Agora, ele pode brincar com outras crianças, já que os brinquedos acessíveis são para isso, para crianças com e sem deficiência. É importante por isso! Espero que outras praças também passem a ter esses brinquedos”, disse ela.

A obra na praça inclui novo design, novos equipamentos e concepção paisagística, além de uma área mais ampla para atividades físicas. O playground possui piso emborrachado e novos brinquedos, intervenção artística no piso central e iluminação de LED. O espaço possui também uma quadra poliesportiva.

O Programa Praça Renovada é realizado pela Prefeitura de São Gonçalo, através da Secretaria de Conservação com o projeto idealizado pela Secretaria de Gestão Integrada e Projetos Especiais (Semgipe). Já foram entregues espaços de lazer nos bairros Jardim Catarina (com duas praças), Boaçu, Vila Três, Raul Veiga, Laranjal, Coroado, Gradim, Jóquei e Itaúna.





Link Original