Últimas Notícias
Cria SG: uma verdadeira escola de cultura em São Gonçalo


Cria SG: uma verdadeira escola de cultura em São Gonçalo

Projeto oferece aulas gratuitas de teatro, coral, música, dança contemporânea, artesanato, animação e audiovisual

Inclusão e oportunidades para gonçalenses das mais variadas faixas etárias estão sendo desenvolvidas através da cultura em São Gonçalo. As aulas do projeto Cria SG, realizado pela Prefeitura de São Gonçalo, através da Secretaria de Turismo e Cultura, seguem a todo vapor. Um mês após o início dos cursos, os alunos destacam a importância da iniciativa, criada para oferecer aos gonçalenses aulas gratuitas de teatro, coral, música, dança contemporânea, artesanato, animação e audiovisual para criar oportunidades e proporcionar inclusão no âmbito cultural, como forma de desenvolver o potencial cultural da cidade.

“Sempre me interessei por audiovisual, mas um curso na área é muito caro e nunca tive condições financeiras de fazer esse investimento. Minha namorada participou do workshop realizado pela Secretaria de Turismo e Cultura e falou que poderia ser uma oportunidade perfeita para iniciar esse sonho que sempre tive. Nesse um mês de curso já aprendi muitas coisas e estou super ansioso para a produção do documentário que será feita no final da capacitação”, disse Marlon Vieira, de 32 anos, morador do Boaçu.

O curso de audiovisual, ministrado pelo cineasta gonçalense Alberto Sena, está focando no momento na elaboração de roteiros. Ao longo dos meses, os alunos vão começar a aprender sobre as técnicas de direção do documentário que será elaborado como trabalho final do curso.

“A maioria dos alunos está tendo o primeiro contato com o audiovisual, então estamos trabalhando o desenvolvimento dos textos dos roteiros. Acredito que esteja sendo muito proveitoso pois estamos mantendo um relacionamento muito próximo e enriquecedor de ideias”, destacou o cineasta.

As aulas são realizadas em dois importantes equipamentos de cultura da cidade: o Centro Cultural Joaquim Lavoura e o Teatro Municipal de São Gonçalo. Os cursos têm a duração de seis meses e aqueles que tiverem 75% de presença na capacitação vão ganhar um certificado no final das aulas.

O jovem Jonathan Soares, de 23 anos, começou a participar das aulas de teatro há duas semanas e já percebe o quanto será proveitoso o projeto.

“Gravo vídeos com encenações para redes sociais e sempre tive o sonho de me profissionalizar. É a primeira vez que faço curso de teatro e estou amando. Participei de poucas aulas, mas já vejo o quanto tem sido proveitoso”, afirmou Jonathan.

Ainda nesta semana, será divulgada, nos canais de comunicação da Prefeitura, a data do início das inscrições para novas turmas que devem começar já no mês de agosto.

No Cria SG, os alunos também aprendem a cantar. Com as aulas do maestro Josias, que acontecem no auditório do Centro Cultural Joaquim Lavoura, os alunos aprendem sobre  divisão de vozes, fazem exercícios para a voz, exercitam afinação, aquecimento da voz, respiração, equilíbrio de ocupação e domínio de palco e até mesmo a fisiologia da voz é  explicada, sempre de um jeito prático, com dinâmicas que tornam as aulas leves e prazerosas para o público composto por pessoas de diferentes faixas etárias.

A interação entre professor e alunos vai além das aulas. Através de um grupo de whatsapp os alunos recebem em áudio as canções que serão praticadas e exercitadas.

“Soube do projeto através do Instagram da Secretaria de Cultura.Sempre gostei de cantar, de cultura em geral. Acho que a parte técnica que aprendemos aqui nas aulas é muito importante, a postura, a gente aprende a usar a nossa voz, as pronúncias, fazemos bastante exercícios. Ele entra até a parte de funcionamento do nosso corpo, das cordas vocais. Acho que o canto é vida, é cultura . Nós precisamos muito da cultura e acho que é preciso investir mesmo nessa área. Estou amando as aulas e espero que esse projeto siga em frente!”, disse Regina de Lima Siqueira, aposentada de 66 anos de idade, que além das aulas de canto, também faz aulas de teatro e dança contemporânea pelo projeto Cria SG.

Se existe um instrumento que é praticamente um integrante da família, é o violão. Por vezes passando de geração em geração, com novos donos que não aprendem a toca-lo, ou muitas vezes o instrumento não ganha voz porque a vida toma rumos que acabam incompatibilizando o aprendizado e a rotina diária. Em sua terceira aula de violão, o aposentado Luiz Carlos da Silva, falou sobre o antigo desejo de aprender violão, o que vem acontecendo nas aulas do professor Fred Tavares.

“Desde jovem eu tenho essa vontade de aprender a tocar violão, faz muitos anos. Mas é a vida, a gente se casa, tem filhos, enfim. Soube das aulas através de uma colega que se inscreveu e falou comigo. No dia seguinte eu vim aqui na Secretaria de Cultura me inscrever. Estou achando as aulas ótimas! As dicas que o professor dá, as lições de como executar os exercícios ajudam muito! E quem tem vontade de aprender, realmente aprende! ”, disse , Luiz, aposentado de 72 anos de idade ,que contou ainda que seu desejo é aprender músicas de Tim Maia, mostrando que nunca é tarde para realizar sonhos.

As aulas do projeto Cria SG são realizadas no Teatro Municipal de São Gonçalo e no Centro Cultural Joaquim Lavoura.





Link Original