Últimas Notícias
Niterói abre consulta pública sobre mudanças climáticas direcionada a jovens – Prefeitura Municipal de Niterói


A Prefeitura de Niterói iniciou, nesta quarta-feira (19), uma consulta pública direcionada a jovens de diversas idades com o objetivo de saber como eles se posicionam com relação à preservação do meio ambiente e aos efeitos das mudanças climáticas. A consulta “Juventude e Mudanças Climáticas” ficará no ar até o dia 04 de agosto e pode ser feita na página do Colab direcionada para censo jovem.

A consulta começa com um questionamento: “E aí, jovem? Vamos conversar sobre mudanças climáticas e suas possíveis consequências?” O objetivo da pesquisa é conhecer as opiniões sobre o tema, considerando as condições desiguais dos impactos climáticos, além de entender como a Coordenadoria de Juventude pode promover o protagonismo, mobilizar e sensibilizar as juventudes de Niterói para discutir os problemas decorrentes das mudanças do clima e o desenvolvimento sustentável. A pesquisa também vai servir de base para ações que a Secretaria Municipal do Clima pode implementar em conjunto como política pública para essa faixa etária. A consulta pode ser feita pelo link https://consultas.colab.re/juventudeeoclima.

Há perguntas sobre se o entrevistado sabe que Niterói tem a primeira Secretaria Municipal do Clima do Brasil, com objetivo de formular e executar a Política Pública de Mudanças Climáticas da cidade, e se os jovens conhecem projetos desenvolvidos pela secretaria como: Fórum das Juventudes em Mudanças Climáticas; Fórum Municipal de Mudanças Climáticas; Programa Social de Neutralização de Carbono do Município de Niterói; Projeto de Neutralização de Carbono Comunitário; e Programa de Certificação de Boas Práticas em Neutralização de Carbono

“Esta consulta pública tem diversos objetivos, desde mobilizar novos atores na construção da política pública de mudanças do clima na cidade, até engajar e gerar ainda mais massa crítica neste processo. Eventos climáticos extremos estão cada vez mais recorrentes no mundo, no Brasil e na nossa Niterói. É fundamental que a Prefeitura planeje e produza um futuro menos impactante, sobretudo para os mais vulneráveis. Precisamos também contar com a população niteroiense nesta construção, principalmente com os jovens, que possuem demandas específicas nas suas rotinas diárias, e também porque sentirão por mais tempo os efeitos das mudanças climáticas em nível local”, explica Luciano Paez, secretário do Clima de Niterói.

As respostas nesta consulta vão colaborar com a construção da Carta das Juventudes de Niterói sobre as emergências climáticas, que será lançada em 2023: será um manifesto sobre os impactos da mudança climática e a importância de ações na luta pela justiça climática, apontando desafios e soluções propostos pelas juventudes de Niterói.

“Mundialmente, as juventudes estão comprometidas com a pauta da justiça climática, e em Niterói não é diferente. Temos o Fórum das Juventudes em Mudanças Climáticas, por exemplo. Além disso, somos referência na gestão sustentável e social, com diversas iniciativas, inclusive a primeira Secretaria Municipal do Clima. Daí surgiu a proposta dessa consulta, junto com a SeClima: convocar as juventudes que estão mobilizadas no tema, mas também chamar a atenção de quem não está, apresentar diversas soluções existentes na cidade e escutar propostas de novas”, explicou Luisa Assumpção, coordenadora de Políticas Públicas para a Juventude da Prefeitura de Niterói.

Para participar, é só clicar no botão de ativação que diz “quero participar”. Depois é preciso colocar idade, grau de escolaridade, gênero, bairro e raça. Serão feitas perguntas ainda sobre se a pessoa é portadora de deficiência, se está trabalhando e sobre a renda familiar aproximada.

Serão abordados ainda temas como qual a visão emergencial climática dos jovens, se a pessoa é ou não ativista político, se reutiliza canudinho e se fecha torneiras. Uma pergunta importante é se já vivenciou algum fenômeno climático

Outra pergunta relevante diz respeito ao esclarecimento sobre os gases de efeito estufa presentes na atmosfera. Estes gases contribuem para o aumento da temperatura global, o que causa mudanças climáticas como o aumento do nível do mar e alteração no ciclo de chuvas.