Últimas Notícias
Prefeitura inaugura placa de Patrimônio Cultural Carioca do Boteco Belmonte, no Flamengo – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro


Por meio da fixação de uma placa informativa, a Prefeitura seleciona locais de destaque para cada tema – Divulgação

Conhecido pelas famosas empadinhas abertas que circulam nas bandejas dos garçons, o boteco Belmonte do Flamengo é o mais novo bar a receber uma placa de Patrimônio Cultural Carioca. Neste sábado (1/7), o prefeito Eduardo Paes realizou a entrega da placa ao estabelecimento, que foi o primeiro da rede de bares Belmonte.

O bar, que está localizado na Praia do Flamengo, foi adquirido em 2002 pelo ex-garçom cearense Antônio Rodrigues, que renovou o tradicional botequim. Com a entrega da placa, o Belmonte passa a integrar o Circuito dos Botequins, que visa identificar os locais característicos e tradicionais da boemia, afirmando o significado destes locais para a cultura carioca. O Belmonte do Flamengo é o 35º a figurar nesta relação, que conta com bares de tradição como Bar da Portuguesa, Casa Paladino, Bar do Momo e Adega Pérola.

O trabalho de identificação dos patrimônios culturais da cidade é realizado pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento Urbano (SMPU). As famosas plaquinhas azuis de identificação de bens e locais começaram a ser instaladas em 1992, mas, desde 2010, os Circuitos do Patrimônio Cultural Carioca começaram a ser feitos por temas. Os circuitos deixaram de ser focados em arquitetura e passaram a abranger temas livres, ligados à cultura e à identidade do Rio.

– Esse projeto existe desde os anos 90, mas só a partir de 2010 começamos a fazer os circuitos por temas, identificando os locais da cultura carioca. Nesse sentido, temos o Circuito dos Botequins, e o Belmonte foi identificado como um local tradicional da boemia – disse Laura Di Blasi, presidente do IRPH.

Por meio da fixação de uma placa informativa, a Prefeitura seleciona locais de destaque para cada tema. Em cada placa, os visitantes podem saber um pouco mais sobre o local e sua importância para a história da cidade e para o tema em questão. Atualmente, são 22 os circuitos com bens culturais espalhados por toda a cidade. Entre os circuitos, temos: Literatura, Liberdade, Art-Déco, Cinemas, Trem, Botequins, Águas, Samba, Bossa Nova, Praça Tiradentes, Herança Africana, Choro, Negócios Tradicionais e outros.



Link Original