Últimas Notícias
Prefeitura lança projeto Estação Rio de Tecnologia para inclusão e alfabetização digital – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro


Em um ano, o projeto ofertará 600 oficinas, que vão beneficiar diretamente seis mil pessoas – Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SMCT), com o apoio da Firjan/SENAI/SESI, lançou, nesta sexta-feira (7/7), o projeto Estação Rio de Tecnologia. Serão unidades móveis customizadas que vão oferecer, gratuitamente, experiências tecnológicas e inovadoras de forma itinerante para a população que, muitas vezes, não tem acesso a esses recursos. Em um ano, o projeto ofertará 600 oficinas, que vão beneficiar diretamente seis mil pessoas.

– Agradecer à equipe do SESI, SENAI, Firjan que fazem essa parceria com a Prefeitura. Eles têm um trabalho fantástico pelo estado do Rio na formação e na qualificação e fazem parcerias com o poder público para que possamos universalizar o acesso ao conhecimento e inovação. As Naves do Conhecimento têm a missão de permitir o acesso à tecnologia avançada, inspirar, abrir a cabeça para quem tinha dificuldade em ter acesso a esse tipo de oferta tecnológica. Esse aqui é mais um passo. Seguimos na tarefa de ampliar os planos de fazer do Rio a cidade da inovação – afirmou o prefeito Eduardo Paes.

Nesta sexta-feira, os caminhões ficaram em dois lugares: no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), sede da Prefeitura, para atender os moradores da região da Cidade Nova, Estácio e aos servidores municipais (das 8h às 17h), e também na Central do Brasil, com o apoio da Supervia (a partir das 11h somente no primeiro dia).  Os atendimentos ocorrerão, inicialmente, nos dois locais até o dia 4 de agosto. Após este prazo, as próximas localidades e datas que receberão o projeto estarão disponíveis no site da SMCT.

Um dos caminhões ficará até o dia 4 de agosto na sede da Prefeitura – Beth Santos/Prefeitura do Rio

 

Com a realização de oficinas e workshops gratuitos, o projeto levará conhecimento para diversos lugares do município do Rio, dando oportunidade para que os participantes possam adquirir aprendizado e aprimorar suas habilidades.

– Queremos ampliar e universalizar o acesso à tecnologia para todo mundo. A ideia é que nossos projetos de inclusão digital e qualificação tecnológica cheguem a cada vez mais pessoas e territórios da cidade. Essas unidades móveis vão ficar circulando em vários pontos da cidade oferecendo oficinas de tecnologia. Tudo gratuito e com acesso fácil, basta chegar ao local e se inscrever. Temos espaço para dez pessoas pela manhã e dez no período da tarde, todos os dias. Teremos esses dois caminhões e já estamos conversando com a Firjan para ampliarmos e chegarmos a mais lugares – disse a secretária de Ciência e Tecnologia, Tatiana Roque.

A Estação Rio de Tecnologia tem por objetivo atrair novos públicos para o universo digital e contribuir com a melhoria da qualidade de vida por meio da difusão e promoção de Tecnologia, Inovação, Empreendedorismo, Economia Criativa e Comunicação. Dessa forma, a SMCT visa ampliar a capilaridade e a atuação de seus equipamentos.

– A Firjan representa o empresariado do estado, interessada no trabalho da Prefeitura do Rio com esse embrião que começa agora sobre tecnologia e aprendizado. Damos todo apoio nesse trabalho – declarou o vice-presidente da Firjan, Carlos Fernando Gross.

O projeto, voltado para maiores de 18 anos, funcionará de segunda a sexta, das 8h às 17h, e contará com dois caminhões equipados com dez computadores cada, capacidade máxima para atender até 10 alunos por oficina e instrutores da Firjan SENAI para orientar os usuários. As inscrições serão feitas presencialmente nas unidades móveis, a partir das 8h, no mesmo dia em que a oficina será realizada.

– A minha expectativa é muito grande no tema tecnologia, uma área ampla na qual as pessoas conseguem muito emprego. A oportunidade de fazer um curso gratuito é importante para todos do Rio de Janeiro terem acesso à tecnologia. O projeto Estação Rio é importante para quem não tem como pagar um curso privado. Ela amplia o conhecimento das pessoas, abrangendo diversos bairros do Rio. Recomendo demais para as pessoas se inscreverem e terem acesso a essa oportunidade – declarou Lorena Barbosa, de 23 anos, que conseguiu um emprego depois de fazer um curso de fotografia na Nave do Conhecimento de Nova Brasília.

Exposição

Durante o evento de lançamento da Estação Rio de Tecnologia, também foi realizada, no térreo do prédio da Prefeitura, na Cidade Nova, a exposição “Nuances”, com trabalhos produzidos por alunos da Nave do Conhecimento de Nova Brasília, no Complexo do Alemão, que concluíram o curso de Fundamentos da Fotografia. A exposição ficará disponível até o dia 14 de julho.

 

Oficinas a serem oferecidas no projeto Estação Rio de Tecnologia

  • Desvendando o Excel Básico
  • Desvendando o Power Point Básico
  • Desvendando o Word Básico
  • Conhecendo Redes Sociais para Negócios
  • Desvendando a Segurança Básica da internet
  • Inclusão Digital para a Terceira Idade
  • Desvendando o Word para Terceira Idade
  • Desvendando o Excel para Terceira Idade
  • Desvendando o Power Point para Terceira Idade
  • Introdução Tecnológica por meio da Matemática
  • Oficina Maker
  • Empreendedorismo
  • Mercado de Trabalho e Geração de Renda



Link Original