Últimas Notícias
Sessão de cinema inclusiva em São Gonçalo


Sessão de cinema inclusiva em São Gonçalo

Crianças e jovens com autismo têm manhã no shopping

Cerca de 20 crianças e jovens com Transtorno de Espectro Autista (TEA) assistiram, na manhã deste sábado (29), ao filme “Os Aventureiros – A Origem” no Cinemark do Partage Shopping, no Centro de São Gonçalo. Uma parceria do shopping, do cinema e da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de São Gonçalo disponibilizou a sessão inclusiva adaptada, com direito a pipoca e refrigerante. 

     A sessão especial teve o cuidado das luzes laterais acesas, som mais baixo e duas psicólogas do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) dando assistência. Elas estavam com um espaço reservado, em outra sala de cinema, para levar os jovens que não quisessem ficar na sessão para realizarem outras atividades, como o desenho e a pintura. 

    “Esta sessão é para promover inclusão e dar oportunidade para essas famílias vivenciarem as atividades do dia-a-dia das pessoas que frequentam o shopping, cinema, que saem e se divertem. É oferecer bem-estar e lazer para as famílias e isso também é importante. Elas estão em espaços que antes não eram adaptados para eles”, disse o coordenador Cristiano Marins Moreira, da Coordenadoria Municipal de Acessibilidade e Inclusão (Comai) da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência.  

      Arthur José Rodrigues Dias, de 15 anos, estava ansioso para o início do filme, para comer pipoca e tomar refrigerante. Sua mãe, a inspetora de alunos Adriana Rodrigues Dias, 54, queria ver o comportamento do filho na sessão. “Ele é muito agitado. Não consegue ficar quieto e se concentrar. Sempre procurei por sessões como esta para levá-lo, mas nunca ninguém dos cinemas sabia informar quando acontecia. Se ele ficar bem, vou trazê-lo outras vezes”, disse Adriana.  

    A empreendedora Lucinda Mariano Teixeira de Souza, 59, levou o filho José Luiz, de 22, para a sessão reservada. Ela já tinha tentado levar o filho ao cinema em outras oportunidades, mas ele não ficava até o fim da exibição na sala tradicional. “Essas crianças não gostam de tumulto. Ter uma sessão reservada para eles é muito importante. Quando a gente sai, ele não gosta quando tem muitas pessoas em volta, já pede para ir embora. É difícil”, contou Lucinda.  

    Os jovens que foram ao cinema neste sábado são assistidos por quatro diferentes equipamentos da Prefeitura de São Gonçalo – três ligados à Secretaria Municipal de Educação: Centro de Inclusão Municipal Helen Keller, em Vila Laje; e os dois Centros de Referência do Autismo, no Gradim e no Centro; e um da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil: o Centro Especializado em Reabilitação (CER III).   

     A Subsecretaria da Pessoa com Deficiência foi criada, em maio deste ano, com a missão de promover a inclusão no município de forma a integrar e promover políticas públicas, acessibilidade e visibilidade para as pessoas com diferentes deficiências, pessoas com transtornos globais de desenvolvimento e com doenças raras, superdotação ou altas habilidades, que são comparadas às pessoas com deficiência perante à lei. 

    Os atendimentos da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência são realizados no Espaço da Inclusão, no Partage Shopping, que fica na Avenida Presidente Kennedy, 425, loja 273 (segundo piso), no Centro de São Gonçalo





Link Original