Últimas Notícias
SMCT e CIEDS promovem aula inaugural do Projeto Residência em Tecnologia da Informação e Comunicação – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro


A iniciativa visa promover um espaço de diálogo sobre o tema tecnologia e o mercado de trabalho – Guilherme Espíndola/SMCT

A Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SMCT) e o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS) promoveram, nesta quinta-feira (25/5), no Teatro Baden Powell, em Copacabana, a aula inaugural do Projeto Residência em TIC: Formação em Programação Avançada para a primeira turma de alunos. A SMCT está levando o Projeto Residência em TIC para as Naves do Conhecimento por meio de um acordo assinado no mês passado com o CIEDS. A iniciativa visa promover um espaço de diálogo sobre o tema tecnologia e o mercado de trabalho, de forma que os jovens possam aproximar-se ainda mais do universo que vem mudando o cenário das diferentes organizações pelo Brasil, a Tecnologia.

O projeto é realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, coordenado pela SOFTEX, executado pelo Instituto Brisa e implementado pelo CIEDS, com o apoio da SMCT.

– Iniciativas como esta visam aumentar, cada vez mais, as possibilidades, tanto para as pessoas se formarem quanto para elas efetivamente conseguirem estar à altura dos grandes desafios do nosso tempo, que certamente passarão pelas novas tecnologias – afirmou Tatiana roque, secretária municipal de Ciência e Tecnologia.

Além da presença da secretária de Ciência e Tecnologia, participaram do evento o coordenador-geral de Inovação Digital, do Ministério da Ciência e Tecnologia, Hamilton Mendes da Silva; o diretor-presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, Vandré Brilhante; vice-presidente do Instituto Brisa, Solon Lemos; e o professor Yuri Lima, que conduziu a aula inaugural com o tema “O Impacto da Tecnologia no Mercado de Trabalho”.

Além da aula inicial, durante o evento também ocorreu uma apresentação do Projeto e a performance da Orquestra de Sopros do Instituto Brasileiro de Música e Educação.

O Projeto Residência em TIC visa formar 200 jovens em programação avançada nos anos de 2023 e 2024 na cidade do Rio de Janeiro. Ele é organizado em três etapas principais: nivelamento, imersão (resolução de desafios reais) e aprendizagem baseada em projetos. Nesta fase todos recebem uma bolsa de 1.200 reais por mês e um notebook para realizar os desafios e mostra de soluções.



Link Original