Últimas Notícias
Superação no Handebol leva prata no Carioca


Superação no Handebol leva prata no Carioca

Meninos da categoria cadete se destacam na competição

O time masculino, categoria cadete, do projeto “Superação no Handebol”, da Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de São Gonçalo, disputou a final do Campeonato Carioca de Handebol, neste domingo (17), no Clube Esportivo Mauá. A partida contra o Guanabara Handball, da cidade de Maricá, foi disputada ponto a ponto, mas o time adversário levou o ouro e São Gonçalo ficou com a prata, em um jogo finalizado em 23 a 19.

    O Guanabara abriu o placar no primeiro tempo, mas o Projeto Superação virou, logo no início da partida, quando fez 3 a 2 e manteve a dianteira até o fim do primeiro tempo, que terminou em 11 a 9 para o time gonçalense. Na segunda etapa, o Guanabara empatou em 12 a 12 aos 4 minutos. A virada do Guanabara veio em seguida, quando marcou 13 pontos. O Superação voltou a marcar o empate de 13 a 13.    

   No entanto, no decorrer do segundo tempo, o Guanabara voltou a marcar e manteve a liderança, aumentando a diferença dos gols até finalizar a partida em 23 a 19. Apesar da derrota, o secretário municipal de Esporte e Lazer, Bruno Porto, elogiou a desenvoltura dos meninos de São Gonçalo, que têm entre 14 e 16 anos.  

     “O projeto Superação só tem oito meses e chegou à final de um campeonato carioca. É uma grande conquista para quem está treinando há menos de um ano. Os meninos do Guanabara têm três anos treinando juntos e acabaram de voltar de um campeonato brasileiro. O Superação é forte e nós vamos continuar incentivando-os no próximo ano. Eles vão longe”, disse Bruno Porto. 

     O projeto “Superação no Handebol”, que é uma parceria com o Ministério do Esporte, foi criado com o objetivo de formar times feminino e masculino de handebol para resgatar o protagonismo dos gonçalenses nas quadras. São Gonçalo foi, por muitos anos, um dos maiores celeiros do handebol no país, com diversos atletas da cidade nas principais competições esportivas. 

     O corpo técnico do projeto é formado por atletas campeões da categoria. Zezé Sales, coordenadora do “Superação”, é uma das maiores jogadoras de handebol do Brasil, sendo 22 vezes seguidas campeã estadual jogando pelo Clube Esportivo Mauá, de 1985 a 2006, além da grande conquista da primeira medalha de ouro do handebol feminino nos Jogos Pan-Americanos de 1999, em Winnipeg.

     A treinadora da equipe feminina é Daly, tricampeã dos Jogos Pan-Americanos, com participação na seleção brasileira de handebol feminino que foi pela primeira vez aos Jogos Olímpicos de 2000 em Sydney. O técnico do time masculino é Marcus Vinícius Lopes, o Tio Roy, também ex-atleta da seleção brasileira de handebol. Os atletas Anna Karollyne Silva e Anderson Armond são os auxiliares técnicos das equipes.





Link Original