Últimas Notícias
Torcedor brasiliense mantém otimismo mesmo com derrota para Camarões

Com lojas fechadas e praça da alimentação lotada, um shopping center da região central de Brasília recebeu torcedores para assistir, nesta sexta-feira (2), ao jogo da seleção brasileira contra o time de Camarões, válido pela primeira fase da Copa do Catar.

Nem a derrota por 1×0 para o time camaronês tirou a animação com a possibilidade de o time brasileiro conquistar o hexacampeonato. Liberada mais cedo do trabalho para acompanhar a partida,  a auxiliar administrativa Érika Borges reclamou da falta de gols da seleção brasileira, mas elogiou a empolgação dos torcedores.

“O jogo está acirrado, mas eu gosto do clima de Copa do Mundo. Gosto de assistir [a] essas partidas em lugares cheios, e aqui está animado. Tenho certeza [de] que virá o hexa. Sou brasileira e, mesmo com essa derrota, tenho que acreditar sempre”, afirmou Érika Borges, de 24 anos.

“O primeiro tempo do jogo foi bom, o lugar estava lotado e o clima,contagiante. Acredito que o campeão desta copa será o Brasil, ou a Inglaterra, mas estou otimista com a seleção”, disse o estudante universitário, Felipe Oliveira, de 21 anos.

O ambiente animado também foi o destaque da tarde para o contador João Ribeiro, de 21 anos. O jovem escolheu a praça da alimentação do shopping center para assistir ao jogo em virtude do trânsito caótico na capital federal antes da partida.

“Fiquei com medo de não conseguir chegar em casa por causa do trânsito, que estava muito complicado. Então, decidi assistir aqui no shopping, que é localizado em uma área de fácil acesso. Na minha opinião, a galera aqui está animada, e a seleção está com um nível bom, mas é preocupante que não está sendo efetiva sem fazer muitos gols”, afirmou.

Para Ribeiro, a chave do Brasil era forte, e o país teve atuação “mediana” com o desfalque de atletas como o atacante Neymar, o lateral-direito Danilo e o lateral-esquerdo Alex Sandro. Ele lembrou que, na própria partida, o lateral-esquerdo Alex Telles se machucou.

“Mesmo com essa derrota, terminamos em primeiro no grupo. Mas temos chance de crescer nas próximas partidas e de conquistar o hexa”, acredita o contador.

Camaroneses

Torcedores camaroneses reuniram-se para assistir à vitória de sua seleção em um bar da Ceilândia, região administrativa do Distrito Federal. Segundo o técnico de informática Hadisson Ticha, a comunidade camaronesa estava otimista com a partida.

“A gente gosta muito de futebol e acha que o Brasil é um exemplo no futebol mundial. Temos muito que aprender com o estilo de jogo do Brasil”, disse. “Lá em Camarões é quase a mesma coisa que no Brasil [para assistir os jogos], a comunidade camaronesa, africana, está vendo para apoiar. Acho que o futebol é isso, reunir as pessoas”, completou.

O professor de francês Simon Bomba, de 50 anos, disse que o futebol também é uma “paixão nacional” em Camarões. “O povo camaronês gosta muito de futebol, assiste sempre aos jogos. Eu tenho fé que Camarões vai ganhar o jogo.”

O assistente administrativo Andrew Open destacou que as chances de Camarões ganharem a partida aumentaram em função da escalação do time reserva da seleção brasileira. “Os times que jogaram com reservas perderam. Portugal perdeu, a França perdeu”, ressaltou. “Achamos que tem um favorito, claro, e é o Brasil. Mas o Brasil está jogando com os reservas, que não são entrosados, e Camarões tem 11 [jogadores] que são entrosados. Temos o favoritismo hoje, e Camarões vai levar o jogo”, cravou. 

*Colaborou Lucas Pordeus León, da Radioagência Nacional

, Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil*

Fonte: Agencia Brasil