Últimas Notícias
Complexo do Alemão vai ganhar campus do Instituto Federal do RJ

Foi confirmada nesta segunda-feira (24) a construção de um novo campus do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), no Complexo do Alemão, um dos maiores conjuntos de favelas da zona norte da capital fluminense. A cerimônia contou com a presença do ministro da Educação, Camilo Santana, do prefeito do Rio, Eduardo Paes, além de líderes comunitários e representantes de iniciativas sociais do complexo.

A instituição federal de ensino público e gratuito atua em diferentes níveis e modalidades de ensino, como ensino técnico de nível médio, graduação e pós-graduação. O IFRJ já atua em 14 municípios do estado do Rio de Janeiro, agregando mais de 16 mil estudantes e oferecendo cerca de 150 cursos.

A desapropriação do terreno onde será construída a unidade foi feita pelo município do Rio de Janeiro, para repasse ao governo federal.

Na cerimônia, Eduardo Paes destacou a importância de uma unidade de ensino superior no Complexo do Alemão e de como isso ajudará as pessoas na promoção do conhecimento na comunidade. “Já está assinada a desapropriação do terreno para a construção do IFRJ no Complexo do Alemão. Este é um momento superimportante. Há alguns anos esperamos a vinda do IFRJ para a cidade. Foi um compromisso que o presidente Lula assumiu durante a campanha e agora está cumprido” afirmou Paes.

Camilo Santana parabenizou a comunidade e também falou sobre a importância da educação formal para melhorar a vida das pessoas. “Essa é uma dívida. Nenhum país liberta as pessoas se não existir educação”. De acordo com o ministro, serão investidos R$ 25 milhões na unidade do IFRJ no Complexo do Alemão.

Segundo o ministro, os institutos federais são importantes para a formação da qualidade técnica e graduação dos jovens e têm por objetivo promover a inclusão e o acesso igualitário à educação, bem como beneficiar pessoas de todas as faixas etárias, ampliando as oportunidades educacionais.

A parceria se deu por meio da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SMCT). A secretária Tatiana Roque destacou que o novo instituto será muito importante para a cidade, mas principalmente para os moradores do Alemão e das imediações.

“É uma escola técnica profissional de alta qualidade. Vamos ter muitas parcerias com esse projeto, qualificar nossa população para a área de tecnologia. Agora podemos dar um passo além com essa integração com o IFRJ”, destacou a secretária.

Comunidade

O coordenador do programa Nave do Conhecimento, Jefferson Alves, ressaltou que a chegada da IFRJ ao Complexo do Alemão é uma grande oportunidade para juntar forças pela educação dentro da favela. O ministro e o prefeito estiveram na comunidade para inaugurar a Nave do Conhecimento no Alemão. O Programa da prefeitura do Rio visa democratizar o acesso ao universo digital em ambientes colaborativos e criativos, por meio de oficinas, cursos e eventos.

“Esse momento é espetacular, sobretudo para a galera do Complexo do Alemão, pois vai permitir a criação de novas referências e agentes multiplicadores. Porque nós, de origem de favela, em muitos casos a gente enxerga a universidade como algo distante. Parabenizo a galera que está nessa luta há anos e que consigamos fazer um link com o IFRJ pela democratização do conhecimento”, afirmou Alves.

*Estagiário sob supervisão de Akemi Nitahara 

, Francisco Eduardo Ferreira*

Fonte: Agencia Brasil