Últimas Notícias
Cultura e inclusão no Teatro Municipal


Cultura e inclusão no Teatro Municipal

Festival reuniu apresentações de balé, declamação de poesias e dança

O Teatro Municipal de São Gonçalo foi palco de celebração da inclusão, na tarde desta quarta-feira (20), com a realização do Festival de Talentos Inclusivos. O evento é uma realização da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Assistência Social. 

“O prefeito Capitão Nelson foi muito sábio na escolha do Evangelista Ubirajara para assumir essa Subsecretaria, tamanha a importância que temos empregado no que diz respeito à inclusão das pessoas com deficiência em nosso município”, disse o vice-prefeito Sérgio-Gevú.

Apresentações de balé, de desenhos e pinturas, de rap, declamação de poesias, dança do ventre. Toda a tarde cultural foi feita por pessoas com deficiência, que tiveram a oportunidade de mostrar seus talentos artísticos a uma plateia empolgada e entusiasmada, com espectadores de várias instituições dedicadas ao atendimento de PCDs. 

“Em 2021 nós demos início a essa jornada e só temos que agradecer. Cada um de vocês que está aqui é importante e isso tudo só está acontecendo por causa de vocês. Tenham certeza que todos nós juntos, somos uma bandeira. Aqui não tem A e ou B, somos um só lutando em prol do melhor para as pessoas com deficiência. Me sinto muito honrado de fazer parte dessa equipe com vocês, disse Evangelista Ubirajara, subsecretário da Pessoa com Deficiência. 

“Realizar um festival de talentos inclusivos para pessoas com deficiência da nossa cidade é um verdadeiro marco de respeito, inclusão e diversidade. A manifestação artística que todos verão aqui é um grito pela visibilidade das pessoas com deficiência. É também um chamamento ao respeito, com oportunidade de cultura para pessoas que por muito tempo foram excluídas da sociedade, disse Cristiano Moreira, coordenador da Coordenadoria Municipal de Acessibilidade e Inclusão (Comai). 

O evento também teve tradução simultânea, feita por intérprete de libras.

Com 23 anos de carreira, Marcinho Silva, o Lorde do Piseiro, é cego e se apresentou no evento. Ele falou da importância de eventos que sejam comprometidos com a inclusão na sociedade como um todo.

“A gente precisa fazer mais eventos como esse. Não somente em locais fechados, mas também em locais abertos, para que as pessoas que estejam passando ali, entendam que as pessoas com deficiência não precisam ficar em casa aprisionadas. As pessoas com deficiência têm capacidade, talento, garra e determinação e a gente precisa mostrar isso cada vez mais pra sociedade”, disse o músico.





Link Original