Últimas Notícias
Fundação de Artes de Niterói inicia acordo com Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – Prefeitura Municipal de Niterói


Um passo importante na relação artística entre Niterói e o Estado da Bahia foi dado nesta terça-feira (11). A Fundação de Artes de Niterói (FAN) e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) iniciaram acordo para a criação de um instrumento de cooperação técnica entre o Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói e o Museu de Arte Contemporânea da Bahia, que será inaugurado no segundo semestre. O objetivo é promover a troca de acervos entre as instituições e construir ações curatoriais conjuntas, com foco na democratização do acesso às artes.

A diretora geral do Ipac, Luciana Mandelli, esteve no MAC de Niterói e convidou o museu para ser um dos parceiros na celebração de abertura do MAC da Bahia. Ela também visitou o Museu Janete Costa de Arte Popular, as obras de restauro da Ilha de Boa Viagem e o Parque da Cidade.

“Vim conhecer a experiência de atuação da FAN, tanto com o Museu de Arte Popular quanto com MAC e também outros patrimônios. O Ipac está criando o Museu de Arte Contemporânea do Estado da Bahia e é importante conhecer a experiência do principal MAC do Brasil hoje, que é o MAC de Niterói. Conhecendo a experiência, vamos trabalhar para que a gente possa ter uma ação combinada de parceria entre os museus. A ideia é fortalecer essa rede de museus públicos e garantir espaço mais democrático para a promoção dos artistas nacionais”, adianta Luciana Mandelli.

O diretor do MAC Niterói, Victor De Wolf, diz que as instituições artísticas de Niterói e da Bahia serão museus irmãos e vão trabalhar juntos para uma arte mais democrática.

“Para além da troca de acervo, esse intercâmbio vai nos possibilitar ampliar discussões e estarmos inseridos no debate decolonial e das novas narrativas para a ocupação dos espaços de arte e da construção de acervo. O Rio e a Bahia são estados parecidos, tiveram a formação de seu povo de forma parecida. Isso mostra que essa parceria tem muito a contribuir mutuamente”, considera Victor De Wolf.

O presidente da FAN, Fernando Brandão, vê o acordo como uma possibilidade de ampliar a capacidade de articulação dos espaços artísticos de Niterói e oferecer ao público acesso a uma quantidade maior de obras. Para ele, os artistas de Niterói também poderão ser beneficiados.

“É muito importante para nós essa parceria porque o Ipac é um instituto importante, que tem um dos maiores acervos públicos de artes do Brasil. Essa interação significa a gente apresentar ao público obras que não tem a possibilidade de estar expostas aqui na cidade, possibilitando ainda que a gente também amplie o alcance dos artistas da cidade de Niterói e da coleção de João Sattamini, do acervo do MAC. A partir desse encontro, vamos firmar um termo de cooperação técnica para possibilitar que essa parceria aconteça de forma institucional”, revela Brandão.