Últimas Notícias
Mais de 4 mil animais já receberam em Niterói implante de microchip, uma ferramenta contra o abandono  – Prefeitura Municipal de Niterói


Castrar bichinhos de estimação ficou mais fácil para a população de Niterói com o projeto Castramóvel. Só em 2023, foram feitas 900 cirurgias em cães e gatos no trailer do Centro de Controle Populacional de Animais Domésticos (CCPAD), da Prefeitura de Niterói, que percorre bairros da cidade com equipe de veterinários. Os pets, além de saírem castrados, recebem um implante de microchip, no qual ficam armazenados os dados do animal e do tutor. Eles ainda ganham uma medalhinha para colocar na coleira com um QRcode, que também traz informações caso o animal se perca de seu dono. 

Um total de 4,5 mil cães e gatos já foram microchipados em Niterói desde setembro de 2022, quando teve início o programa, pelo CCPAD. O implante é feito através do Castramóvel, na própria sede do órgão, no Fonseca, e em ações periódicas em diferentes pontos da cidade. 

Em 2023, o total de bichinhos castrados em Niterói pelas equipes da prefeitura, incluindo a do Castramóvel, chega a 3,9 mil. Todas as cirurgias são realizadas através de agendamento. 

Marcelo Pereira, coordenador de Proteção Animal da Prefeitura de Niterói, explica que o veículo do Castramóvel passa 45 dias em cada localidade. O último bairro a receber o serviço este ano foi Baldeador.  

“O Castramóvel fica quase dois meses em cada local e atende toda uma população da região que não tem condições de vir ao CCPAD, no Fonseca. Castramos cães e gatos machos e fêmeas. Primeiro, num dia de sábado, chamamos a população para fazer o cadastro, quando precisam ser apresentados comprovante de residência, CPF e identidade. Em seguida, é feito o agendamento”, afirma Marcelo.

Ele destaca a importância do microchip nos animais:

“Todos os animais com tutores são microchipados. Essa é uma medida de segurança e contra o abandono. Se alguém abandona o animal na rua, é possível um veterinário passar um leitor e identificar quem é seu tutor. Essa pessoa pode responder por crime de abandono. No caso de uma tragédia ou se o animal é perdido, o microchip também é uma ferramenta fundamental”, acrescenta o coordenador, dizendo que a microchipagem. 

Conscientização sobre proteção

Outra forma de combater o abandono e o desaparecimento de animais é com conscientização entre crianças e adolescentes. O programa do CCPAD “Essa escola é o bicho” leva para unidades públicas e privadas a chamada educação animalista, que é um ramo dentro da educação ambiental sobre proteção e direito dos animais. Ao longo do ano, 11 escolas receberam a equipe do programa, que oferece palestras e distribui cartilhas sobre o tema. A maior atração, no entanto, é um grande jogo de tabuleiro, de 25 metros quadrados, em que os estudantes atuam como peças.

“É como se fosse um jogo da vida, com casinhas. As crianças avançam, como, por exemplo, quando adotam um bichinho, ou podem voltar casas em situações negativas para os animais. As crianças andam sobre o tabuleiro, que é inédito no Brasil e depois fica para a escola”, afirma o coordenador do CCPAD, que em 2024 lança nova cartilha para o projeto. 

O órgão ainda promove campanhas de adoção, que passarão a acontecer uma vez por mês em 2024. Este ano foram mais de 200 cães e gatos adotados através do CCPAD: a última campanha foi no último dia 16 de dezembro, no Campo de São Bento. Os bichinhos são entregues aos novos tutores castrados e microchipados.