Últimas Notícias
Parque Floresta do Baldeador, na Zona Norte, terá trilhas para visitação – Prefeitura Municipal de Niterói


O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado, há 50 anos, no dia 5 de junho. A data tem grande simbolismo e marca as ações voltadas para o meio ambiente e para a sustentabilidade. Como parte da programação, nesta segunda-feira (5), o Parque Floresta do Baldeador foi um dos espaços escolhidos pela equipe da Prefeitura de Niterói para uma visita especial.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou que o novo parque terá trilhas e será gerido e preservado pela administração municipal.

“Visitamos o Parque Natural Municipal Floresta do Baldeador. Essa é uma unidade de conservação que criamos e a primeira área protegida da Região Norte da cidade. Uma área com grande potencial turístico. Nesta tarde, fomos conhecer uma das trilhas que, uma vez bem preparada, será bastante atraente para as pessoas da região que vierem visitar. Temos trabalhado muito para proteger as áreas verdes de Niterói, que hoje conta com mais de 50% de território protegido. Isso é um grande privilégio dentro de um município metropolitano. Além de proteger, estamos implantando essas unidades, trilhas, as sedes e fazendo com que essas áreas possam ter aproveitamento ambiental e social, gerando oportunidades de emprego, de lazer e recreação”, explicou Axel Grael. 

O Parque Natural Municipal Floresta do Baldeador, na Zona Norte da cidade, está sendo elaborado a partir das características do terreno, com brinquedos construídos com elementos naturais que incentivam crianças a partir dos 3 anos a brincarem ao ar livre, além da convivência e o vínculo com a natureza.

A instalação de parques com essas características é feita pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMARHS) e por outros órgãos da administração municipal. A implantação do parque integra o conjunto de ações voltadas para a primeira infância, desenvolvidas na cidade desde 2020. O secretário da pasta, Rafael Robertson, contou que esse é um importante equipamento para a região.

“Fizemos uma visita ao Parque Floresta do Baldeador, primeira unidade de conservação da Zona Norte. Esse é um importante equipamento da cidade para promover educação ambiental e dar a sensação de pertencimento à população local. O Parque conta com uma área de lazer e agrega todos os aspectos de sustentabilidade”, afirmou o secretário.

O Parque Municipal Natural Floresta do Baldeador foi criado em 2021, pela Prefeitura de Niterói, com o objetivo de proteger e conservar a qualidade ambiental e os atributos naturais do local. A área total é de 70 hectares. O parque ecológico foi criado com base na legislação federal, estadual e municipal, no Plano de Manejo e na legislação orçamentária do Município. A área abrange as terras, as florestas, a fauna, os ecossistemas terrestres e aquáticos e as belezas naturais.

O novo espaço tem objetivos como manter populações de animais e plantas nativas, contribuindo para a preservação da biodiversidade de Niterói e do estado do Rio de Janeiro; proteger ecossistemas com grande potencial para oferecer oportunidades de visitação, aprendizagem, educação, pesquisa e recreação; além de incentivar o desenvolvimento do turismo ecológico em Niterói. 

Outro benefício trazido pela preservação do parque é assegurar a integridade das florestas e demais formas de vegetação de forma permanente, onde não é possível remover os remanescentes da Mata Atlântica. A integração do espaço vai propiciar uma área de lazer para a comunidade, com promoção de atividades recreativas, turísticas, culturais e científicas, de forma conciliada com a preservação dos ecossistemas naturais.

Cidade resiliente e mudanças climáticas – O prefeito Axel Grael e o secretário do Clima, Luciano Paez, foram os convidados da Ordem dos Advogados do Brasil/Niterói para dar palestras sobre o tema “Cidade Resiliente e Mudanças Climáticas”. O prefeito afirmou que o Dia Mundial do Meio Ambiente é um dia de reflexão para que as pessoas se mobilizem em torno da questão da sustentabilidade e da questão climática. 

“Quero chamar a atenção sobre uma questão importante. Durante a Rio 92, um dos conceitos que saíram mais fortalecidos era agir localmente e pensar globalmente. Nunca gostei muito desse conceito porque a nossa responsabilidade é muito mais do que isso. Não dá para agir localmente e delegar a outros fazerem o que é preciso na escala nacional e na escala mundial. Precisamos agir localmente, regionalmente, nacionalmente e planetariamente para fazer essa transição entre a realidade de hoje e uma realidade sustentável com uma economia de baixo carbono”, disse Axel Grael, que ressaltou que as cidades devem ter protagonismo nas ações de sustentabilidade. 

O secretário do Clima destacou o trabalho que Niterói vem realizando no caminho da sustentabilidade. Luciano Paez lembrou que a cidade foi ousada e saiu na frente no Brasil ao criar a secretaria do Clima.

“Foi uma missão difícil porque não tinha de quem copiar. Trabalhamos em conjunto criando políticas públicas. Trabalhamos com o Fórum Municipal de Mudanças Climáticas, que reúne o poder público, universidades, sociedade civil e empresários. As secretarias também conversam sobre Clima e agem em conjunto”, disse Luciano Paez.

O secretário destacou também o Parque Orla Piratininga (POP), projetos de neutralização de carbono, parcerias com a UFF no uso de energia solar e o trabalho de educação ambiental em escolas.  

Axel Grael e Luciano Paez receberam uma moção de agradecimento da OAB/Niterói pela atuação nas questões do clima e de sustentabilidade.

Fotos: Alex Ramos