Últimas Notícias
Prefeitura de Niterói e UFF celebram parceria estratégica para o avanço da educação na cidade – Prefeitura Municipal de Niterói


A Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Educação (SME), lançou nesta segunda-feira (27), uma parceria estratégica com a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Fundação Euclides da Cunha: o P.A.L.A.V.R.A. O Programa de Alfabetização, Leitura e Autoria para Valorização e aprendizagens em Rede terá como objetivo potencializar os processos de aprendizagem e superar as marcas causadas pela pandemia da Covid-19. O convênio, que conta com investimentos de quase R$ 7 milhões em dois anos, vai possibilitar que estudantes de graduação, mestrado e doutorado ganhem uma bolsa, paga pela Prefeitura, para atuar nas Unidades de Educação da Rede, em apoio aos professores. O evento, realizado no campus Praia Vermelha da UFF, marcou a abertura da Semana da Educação.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, destaca que a educação é um dos maiores desafios da atualidade.

“Essa é mais uma oportunidade de construir uma parceria com a Universidade Federal Fluminense, que é um grande orgulho para Niterói pela qualidade e abrangência de saberes e nos ajuda a avançar nos projetos da cidade. Temos uma grande expectativa com o Palavra que busca resolver algumas questões fundamentais. A gente tem, na educação, talvez o maior dos desafios para superar por conta do período da pandemia. A gente precisa motivar os alunos que perderam o interesse pela escola. Apesar do avanço tecnológico, a educação é uma das atribuições mais humanas que se tem e a gente precisa estar preparado para essa transição que tem sido muito rápida e que toma conta do nosso cotidiano. As máquinas não educam pessoas”, diz o prefeito.

O projeto integrado busca unir a teoria e prática de uma maneira revolucionária, com atividades pedagógicas e artístico-culturais, no turno e contraturno, além de investimentos em formação continuada, atividades de pesquisa e extensão para profissionais da rede. Outra parte importante do programa é o combate à evasão escolar, com a realização de busca ativa. Através dessa medida, será possível realizar a identificação, o controle e acompanhamento das crianças que, por alguma razão, estão fora da escola. Essa identificação auxilia no resgate do estudante e na garantia do direito à educação.

O secretário de Educação, Bira Marques, explica que a parceria será estratégica para potencializar a construção dos saberes para garantir o direito a alfabetização.

“O momento de hoje, dessa parceria com a universidade, em que a gente aporta quase R$ 7 milhões da Prefeitura na UFF, consolida essa relação entre a gestão pública e a universidade, que só traz avanços para a nossa cidade, sobretudo neste momento desafiador de pós-pandemia. A atuação dos estudantes universitários na Rede Municipal será estratégica para que a gente consiga trazer o inédito viável, potencializando a construção de saberes, aprendizagens e produção de conhecimento, assegurando aquilo que é mais importante: a garantia do direito à alfabetização”.

No cenário atual, pós-pandemia, o P.A.L.A.V.R.A se insere para atender os 30 mil alunos da Rede Municipal de Educação e amenizar os efeitos negativos da pandemia sobre a aprendizagem dos estudantes que, diante do ensino remoto e híbrido, enfrentaram dificuldades, considerando aspectos cognitivos, socioafetivos, físicos e culturais. O programa está alinhado ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 (ODS 4), que visa garantir uma educação de qualidade, inclusiva e equitativa para todos.

O público-alvo deste projeto são os profissionais da Educação da Rede Municipal de Niterói e os estudantes de ensino superior da cidade. Além de desenvolver pesquisas aplicadas, o programa também oferecerá cursos, palestras, seminários e cerca de 400 bolsas para estudantes universitários atuarem como monitores nas Unidades de Educação. Com duração prevista de 24 meses, o projeto terá ações nas Unidades de Educação e outros espaços da Rede Municipal. Além disso, a Fundação Euclides da Cunha e a Universidade Federal Fluminense disponibilizarão espaços para diversas atividades, garantindo a inclusão e seguindo todas as normas estabelecidas.

O reitor da Universidade Federal Fluminense, Antônio Cláudio da Nóbrega, acredita que essa parceria vai contribuir também com a formação dos estudantes.

“Quero falar das profundas e valiosas parcerias que o prefeito tem provocado junto a nós, aqui em especial, estamos tratando de assuntos extremamente relevantes como a educação. Essa parceria já tem mais de 80 projetos que atendem à necessidade do município. Esse é um processo de alojamento onde as duas instituições se qualificam e se legitimam através do conhecimento, ajudando a melhorar a qualidade da vida das pessoas. A universidade é um patrimônio do povo brasileiro e isso é um instrumento de integração das nossas missões institucionais. A universidade não pretende levar soluções prontas, ela pretende escutar e, a partir daí, tentar contribuir com a solução. Acredito, também, que essa parceria trará mais qualificação aos nossos estudantes para sua própria formação da aprendizagem da formação humana e cognitiva. Dizem que a educação não muda o mundo, mas muda as pessoas e as pessoas transformam a sociedade”.

Além da assinatura, o evento contou com uma palestra da professora Ana Luiza Smolka, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), uma das referências nos estudos sobre a perspectiva discursiva da alfabetização. O tema abordado foi “Uma Rede Inteira pela Alfabetização: refletindo sobre os modos de participação dos sujeitos e o coletivo de trabalho numa perspectiva discursiva”.

Semana da Educação – Os eventos que marcam a Semana da Educação, promovida pela Educação de Niterói em celebração aos 450 anos da cidade, continuam nos próximos dias. Nesta terça-feira (28), às 9h, será aberta a exposição dos Projetos Educacionais Instituintes no Museu Janete Costa, no Ingá, que fica disponível até o dia 03 de dezembro. Os trabalhos foram desenvolvidos pelas Unidades de Educação ao longo do ano, sob a temática dos 450 anos de Niterói. Na exposição, será possível observar aspectos da cidade sob o olhar das crianças e jovens estudantes da Rede.

Além disso, a programação da Semana da Educação conta com uma mostra de curtas de animação, eventos culturais e a exibição dos trabalhos feitos durante o Desafio Maker. A Rede também desenvolverá seminários internos para debater Educação Integral e Alfabetização. Confira a programação completa:

Programação:

Terça-feira (28/11)

Horário: 9h – 16h: Mostra de curtas voltado para as Unidades Educacionais participantes.
Local: Auditório do Instituto de Física – UFF Campus Praia Vermelha

Horário: 18h – 19h30: Lançamento do livro PDPA advindo do projeto “Ensino de Língua Portuguesa no Séc. XXI – Pesquisa Teoria e Prática”.
Local: Solar do Jambeiro

Horário: 10h – 17h: Apresentação da Exposição dos Projetos Educacionais Instituintes
Do dia 28 a 1º de dezembro
Local: Museu Janete Costa

Quarta-feira (29/11)

Horário: 18h30 – 21h30: Teatro debate – Apresentação da peça “FRÁGIL” com posterior debate sobre as temáticas apresentadas na peça com a participação da plateia.
Local: Sala Nelson Pereira dos Santos.

Quinta-feira (30/11)

Horário: 19h: 30/11 Apresentação da peça “Todas as Marias” para os alunos e professores da EJA, com posterior roda de conversas com psicólogas da CODIM e encerramento com oficinas de Macramê.
Local: Escola Municipal Francisco Portugal Neves (Piratininga)

Horário: 9h – 12h: Desafio Maker
Local: Solar do Jambeiro e Museu Janete Costa