Últimas Notícias
Prefeitura homenageia sete mulheres com o Prêmio Glória Maria – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro


O prêmio é uma das iniciativas da secretaria para celebração do mês da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha – Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Políticas e Promoção da Mulher, homenageou sete mulheres na primeira edição do Prêmio Glória Maria – Mulheres Afrolatinas Cariocas, em evento realizado no Palácio da Cidade, nesta terça-feira (25/7), data em que se comemora o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. As homenageadas foram escolhidas pelo trabalho desenvolvido, pela capacidade de liderança e por ações que contribuíram para um caminho melhor da sociedade brasileira.

Filhas de Glória Maria, as jovens Maria e Laura também receberam uma honraria especial. A jornalista morreu em fevereiro deste ano.

– Não tem nada mais poderoso do que a força do exemplo. A Glória Maria ocupava um espaço muito especial. Quando trazemos a força do exemplo, o que queremos é inspirar os outros. As mulheres que estão aqui hoje são exemplos. São apenas algumas, tem próxima edição ano que vem. Mas é muito bom poder homenagear vocês com um prêmio que tem o nome de uma pessoa tão especial – destacou o prefeito Eduardo Paes.

A homenagem da Prefeitura foi dividida por categorias: comunicação, relações internacionais, saúde, acesso aos direitos, iniciativas inovadoras, gestão pública e cultura, premiando Flávia Oliveira, Jurema Werneck, Dra. Liana Tito, Dra. Angela Borges Kimbangu, Dione Assis, Rafaela Bastos e DJ Tamy Reis, respectivamente.

– É muito importante reforçar que essa foi a primeira edição do Prêmio Glória Maria em reconhecimento às histórias de mulheres negras do Rio de Janeiro para impulsionarmos nossas trajetórias. Entendemos que as inspirações e exemplos são fundamentais. Glória Maria foi o maior exemplo de mulher negra que deu visibilidade às nossas trajetórias na rede nacional. É fundamental que outras mais possam ser inspirações para tantas outras meninas. E uma forma de fazer isso é criar premiações como essa, e também consolidar políticas públicas que reconheçam que mulheres negras são a base da sociedade brasileira. E que sem elas não há futuro – disse a secretária de Políticas e Promoção da Mulher, Joyce Trindade.

Entre as homenageadas, a Dra. Liana Tito foi a vencedora na categoria saúde. Médica, ela é mestranda em neurociência e comportamento pela Universidade de São Paulo. Liana acredita em uma medicina baseada em evidência e escuta, com foco na pessoa e não somente na doença.

– É importante termos essa percepção de que a luta das mulheres negras precisa ser vista todos os dias. Conseguimos num dia só, num dia azul, reunir as pessoas para mostrar a nossa luta diária. É cada vez mais colocar em voga essa necessidade de discutir nossos próximos passos, por meio de políticas públicas, para que sejamos realmente um povo livre e feliz de fato – declarou Liana Tito.

O Prêmio Glória Maria é uma das iniciativas da secretaria para celebração do mês da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Há 31 anos foi promovido o primeiro encontro com essa temática, na República Dominicana, dando origem ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha.

O evento anual serve para reforçar a luta e a resistência negra por sobrevivência. No Brasil, pela Lei nº 12.987, de 2014, também é celebrado o Dia Nacional da Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Tereza de Benguela foi uma líder quilombola que deu visibilidade ao papel das negras na história do país.



Link Original