Últimas Notícias
São Gonçalo constrói nova unidade para acolhimento de adultos


São Gonçalo constrói nova unidade para acolhimento de adultos

Novo equipamento vai atender a Coordenação de Saúde Mental   

  Pessoas em condições de vulnerabilidade social e/ou familiar em decorrência do uso de álcool e outras drogas ilícitas vão ganhar uma Unidade de Acolhimento Adulto (UAA) no Coelho. As obras de reforma e adequação foram iniciadas em um imóvel que começou a ser preparado em governos anteriores, mas não teve a obra finalizada. A expectativa é de que o novo equipamento, que vai atender a coordenação da Saúde Mental, seja entregue até o final do ano.  

    O local contará com quatro quartos coletivos com três camas cada, banheiros, sala de jantar, sala de TV e conveniência, lavanderia, cozinha, vestiários, recepção e acolhimento, sala de reunião, administração e almoxarifado. Para receber as adequações dos novos cômodos, o imóvel será todo revitalizado. 

    A unidade será usada como acolhimento temporário para os gonçalenses com mais de 18 anos que estão em condições de vulnerabilidade social e/ou familiar em decorrência do uso de álcool e outras drogas ilícitas. Ele oferecerá atenção psicossocial e transitório para homens e mulheres. O encaminhamento para a UAA será realizado pelos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (Capsad) do município. 

      O local funcionará 24 horas, todos os dias, e contará com equipe multiprofissional diária. Além da assistência, eles receberão alimentação e realizarão atividades de acordo com o perfil, habilidade e necessidade de cada um. A unidade também articulará atendimentos com outros equipamentos do município, caso os usuários tenham necessidade. A permanência será de, no máximo, seis meses. Durante esse período, o retorno para o território e para família será trabalhado. A unidade terá capacidade para acolher até 12 adultos. 

     “O local não será uma clínica de reabilitação, mas um espaço fixo onde os usuários poderão ficar para se alimentar, dormir e conviver com outras pessoas sem o uso das drogas. É um espaço para eles ficarem longe do território onde fazem o uso e que vai trabalhar com a redução de danos e a desintoxicação”, explicou a coordenadora da Saúde Mental, Maraísa Coutinho. 

Serviço: 

Capsad

Rua Coronel Serrado, 1.543, Zé Garoto

Telefone: 3705-1554

Capsad Dr. Daniel Gomes da Silva 24h

Rua Augusto Franco, 52, Vila Três

Telefone: 3606-9224





Link Original