Últimas Notícias
São Gonçalo integra debate sobre qualidade de serviços da Enel


São Gonçalo integra debate sobre qualidade de serviços da Enel

Prefeituras atendidas pela concessionária assinaram manifesto na manhã desta segunda-feira

São Gonçalo participou, na manhã desta segunda-feira (27), de uma reunião entre prefeitos e representantes de diversas cidades do Estado do Rio de Janeiro que são atendidas pela Enel, a fim de debater soluções para a crise na distribuição de energia feita pela concessionária. O encontro foi realizado no Teatro Municipal de Niterói.

A cidade de São Gonçalo foi representada pela secretária de Gestão Integrada e Projetos Especiais, Maria Gabriela Bessa.

“Está se formando uma ampla frente contra a qualidade dos serviços prestados pela Enel, não apenas pelas questões que vivenciamos após as últimas chuvas, mas também pelo atendimento e fornecimento deficitário de energia nas cidades. O encontro deixou claro que as cidades têm sido tratadas com descaso pela Concessionária Enel, e resolveram se unir em busca de uma solução conjunta”, disse a secretária.

No encontro entre municípios foram expostas as deficiências na prestação de serviços da concessionária, que, de forma similar, acontece em todos os municípios atendidos pela Enel.
 
São Gonçalo enfrenta dificuldades parecidas com as outras cidades atendidas pela Enel. Por exemplo, para realizar inaugurações de novas unidades de saúde ou remanejamento de postos, que demandam aumento de carga ou novas ligações, o impacto negativo na implantação de indústrias que, ao perceberem a fragilidade no fornecimento de energia, dão preferência a cidades que possam oferecer estrutura necessária, falta de respostas aos municípios e, recentemente a demora no restabelecimento do fornecimento de energia elétrica aos municípios afetados pelo temporal do último dia 18 de novembro”, completou a secretária Maria Gabriela Bessa.
 
Os municípios também demonstraram grande preocupação com a chegada do verão e períodos de chuvas intensas, que podem acarretar em novas interrupções no fornecimento de energia elétrica.
 
Manifesto assinado pelas prefeituras

Durante o encontro os representantes dos municípios assinaram um manifesto, representando a insatisfação das cidades com a má qualidade dos serviços prestados. A concessão da Enel vai até o ano de 2026 e as cidades avaliam pedir na justiça a antecipação do fim da concessão e multas.  O manifesto também propõe a abertura de uma ação civil pública contra a concessionária.

Também estiveram presentes na reunião, representantes da Alerj, Câmara Federal e Governo do Estado do Rio de Janeiro.





Link Original