Últimas Notícias
Saúde Ambiental mantém combate ao mosquito Aedes aegypti


Saúde Ambiental mantém combate ao mosquito Aedes aegypti

São Gonçalo mantém índices positivos em relação à dengue 

Apesar dos índices positivos em relação à contaminação da dengue e do coronavírus, a Vigilância em Saúde Ambiental da Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Gonçalo realiza o trabalho constante de sanitização contra a covid-19 e a pulverização de inseticida para matar o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya toda semana.

São Gonçalo está com médio risco de contaminação da dengue, segundo o último  Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti (LIRAa) – realizado entre os dias 8 e 12 de maio. A cidade também está com o coronavírus na fase verde, ou seja, a doença está normal controlada na avaliação da semana entre os dias 14 a 20 de maio. 

O trabalho de rotina dos agentes é essencial para manter as doenças sob controle na cidade. No entanto, a população também deve fazer a sua parte em relação às doenças e os meios de prevenção. Para combater o coronavírus, a população deve tomar as doses das vacinas disponíveis para os gonçalenses com mais de seis meses e higienizar – sempre que possível – as mãos com água e sabão ou álcool em gel. Este hábito evita muitas outras doenças, principalmente as respiratórias. 

Para ajudar no combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, os moradores devem evitar qualquer acúmulo de água, por menor que seja, nas casas e quintais, limpando calhas e ralos, tapando caixas d’água, colocando garrafas e recipientes com a boca para baixo, preenchendo os pratos de vasos de plantas com areia, mantendo lonas de materiais de construção e piscina sempre esticadas, guardando pneus velhos, mantendo tonéis e latões fechados. 

Os locais de aplicação – tanto do inseticida quanto da sanitização – são definidos pelo Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental com base nos casos notificados pelo setor de Vigilância Epidemiológica, que aponta os locais com maiores notificações das doenças no período. As ações acontecem em todos os dias úteis da semana, com exceção de feriados, pontos facultativos e dias chuvosos. 

A Vigilância Ambiental mantém um trabalho de pronto-atendimento. Qualquer cidadão pode ligar para o setor e pedir uma visita nos casos de infestação de qualquer vetor. Os pedidos são atendidos, em média, em uma semana. Nesses casos, os agentes averiguam a denúncia e realizam a ação necessária para acabar com os vetores. As denúncias podem ser feitas pelo telefone da Vigilância Ambiental (21) 3195-5198, ramal 1008 ou da Coordenação de Vetores (21) 2604-6446.           

Programação Arboviroses:

Segunda-feira (29): Porto Velho, Eliane, Ieda, Guarani, Jardim Catarina e Covanca

Terça-feira (30): Paraíso, Ipiíba, Marambaia, Engenho Pequeno e Neves

Quarta-feira (31): Patronato, Pacheco, Monjolos, Largo da Ideia, Zumbi, Pita e Venda da Cruz

Quinta-feira (1º): Gradim, Jardim Tiradentes, Lagoinha, Vista Alegre, Jardim Catarina, Tenente Jardim e Morro do Castro 

Sexta-feira (2): Porto da Madama, Colubandê, Zé Garoto, Centro, Jardim Catarina e Barro Vermelho  

Programação do controle do coronavírus:

Segunda-feira (29): Raul Veiga, Vila Três e Lindo Parque

Terça-feira (30): Sacramento e Rocha

Quarta-feira (31): Santa Isabel e Estrela do Norte

Quinta-feira (1º): Porto Velho e São Miguel 

Sexta-feira (2): Camarão, Porto Novo e Porto da Pedra  





Link Original