Últimas Notícias
Estudantes do Rio querem medalha de ouro na Olimpíada de Matemática

Quatro alunos do Colégio Estadual Marechal Zenóbio da Costa, em Nilópolis, no estado do Rio de Janeiro, embarcam no dia 8 de julho próximo para Nova York, nos Estados Unidos, visando disputar a medalha de ouro com finalistas de outros 50 países, na Olimpíada Internacional de Matemática. 

Para que fossem escolhidos, eles concorreram com 200  estudantes de todo o país. O projeto Sala de Aula Invertida foi lançado em 2018, com metodologia de aprendizagem de matemática baseada em desafios.

O trabalho é desenvolvido de forma integral com alunos que aprenderam a disciplina de um modo diferente. Eles passam por treinamento de resolução de desafios complexos de matemática e aprimoram suas habilidades de raciocínio lógico. 

Os alunos do projeto têm apresentado talento para a disciplina e a unidade já tem mais de 200 medalhas conquistadas. O colégio é reconhecido pelo alto rendimento e desempenho dos estudantes em competições nacionais e internacionais de matemática. Nos anos de 2019 e 2022, eles trouxeram da China  medalhas de bronze e ouro. 

Sopro de esperança

Para o professor Fernando Rocha, idealizador e diretor do projeto, “a transformação de jovens vindos das camadas mais pobres da população em feras de matemática é um sopro de esperança”.

Os quatro alunos têm se dedicado aos estudos e treinamentos para a competição, com apoio e orientação de seus professores e da equipe técnica responsável pela preparação para a olimpíada. 

A adolescente Gabriela Tavares, de 15 anos, aluna da 1ª série do Ensino Médio está ansiosa para o embarque. “É inovador. Eu nunca imaginei que estaria na Olimpíada Internacional de Matemática. As expectativas são as melhores e muito altas. Queremos trazer o ouro para o Brasi!”, disse. Gabriela sonha em ser engenheira civil. 

 

, Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil

Fonte: Agencia Brasil